Veritran responde às principais consultas que seus cliente e sócios fizeram durante o último ano.

Os canais digitais se converteram na máxima prioridade para os bancos de todo o mundo durante o último ano.

Nós, da Veritran, temos apoiado muitas instituições para que desenvolvam, lancem e melhorem suas aplicações digitais. E, no caminho, nossos clientes e sócios fizeram uma série de perguntas interessantes.

Com o espírito de impulsionar um maior conhecimento em toda a indústria, queríamos compartilhar com a comunidade algumas dessas perguntas e nossos conselhos.

Em quanto tempo posso lançar ou atualizar meu app?

Normalmente, as pessoas pensam que os projetos de grande envergadura demoram muito tempo em etapas como desenho, desenvolvimento e lançamento. Felizmente, não é bem assim.

Uma vez que foram identificados os serviços-chave e as novas soluções para responder às necessidades dos usuários, é fundamental desenvolvê-los e lançá-los rapidamente. As plataformas low-code são uma forma poderosa para finalizar essa etapa com êxito.

Um de nossos clientes, por exemplo, começou a pensar em um aplicativo em fevereiro e o lançou de forma completa ao mercado em julho.

Como funciona isso? As plataformas de tecnologia low-code permitem o desenvolvimento de aplicativos web e móveis em tempo recorde utilizando processos e modelos específicos para a indústria financeira, sem a necessidade de se construir um software do zero, economizando, assim,no tempo de execução.

São plataformas com ambientes visualmente simples com uma interface de arrastar e soltar, que facilita que um só processo de design funcione para vários canais, eliminando os atritos na criação de UX e UI.

Além disso, previnem a ocorrência de erros comuns quando códigos de programação são escritos manualmente, pois a configuração vem construída levando em consideração os padrões da indústria quanto à segurança e à funcionalidade integral.

Como posso melhorar a aquisição de novos clientes digitais?

Um processo seguro e simples de onboarding digital é crítico para captar novos clientes na nova normalidade, fazendo uma identificação remota do usuário de forma fácil e sem atritos.

Para um cliente, a maior vantagem é que se reduz a operação bancária e, em consequência, se tem à mão uma solução prática e onipresente. Certamente, muito mais atrativa e vantajosa que o do banco tradicional.

A pontuação do aplicativo na Apple Store e na Play Store é um bom indicador da experiência que ele oferece ao usuário – e também tem um efeito na aquisição de clientes.

O que devo considerar para desenvolver um processo de onboarding digital?

Se seu aplicativo é a porta principal do seu banco, o processo de cadastro pode ser comparado com a primeira conversa com um gerente na agência. Se você pede mil documentos e fala em um linguajar técnico, pode ser que o cliente saia do sistema e nunca volte.

Tem mais: no contexto digital, o cliente tem outras notificações, mensagens de conversas com seus amigos e alertas do telefone que competem diretamente por sua atenção em cada momento que ele interage com seu aplicativo.

É por isso que o onboarding digital deve usar ferramentas robustas que não só ofereçam rapidez, mas também garantias de segurança tanto para o usuário quanto para o negócio. É aqui que entra a verificação biométrica, uma tecnologia capaz de validar documentações, ratificando com uma entidade governamental para, finalmente, processá-las como identidade digital. E tudo isso é possível em apenas alguns segundos.

À medida que vai avançando o aperfeiçoamento da biometria, hoje também se encaixam nesse ecossistema as “provas de vida”, que concentram uma série de formatos de identificação para validar o usuário. Entre elas estão a identificação de face, voz ou a forma como utilizam o celular. Estas provas constituem um perfil mais seguro e sólido para lidar com dados sensíveis.

A pontuação do meu aplicativo nas lojas é muito baixa. Como posso melhorar?

Sua qualificação na loja de aplicativos é um indicador-chave da experiência de usuário oferecida. É importante monitorar essa métrica, não só para compreender como você poderia melhorar o aplicativo, mas também porque esse punhado de estrelas pode determinar se um novo cliente vai baixar seu aplicativo ou não.

Melhorar a experiência do usuário e, portanto, a qualificação do aplicativo requer que se volte ao princípio de tudo. Antes de nada, você deve compreender quem é seu cliente e o que ele precisa. Logo, desenhar rotinas simples e intuitivas para ajudá-lo a resolver suas demandas mais frequentes.

As plataformas low-code podem ajudar você a atualizar rapidamente cada aspecto da jornada do cliente, além de oferecer modelos que reúnem as melhores práticas para a legibilidade e a usabilidade.

Como posso oferecer canais digitais inovadores tendo um core muito antigo?

A tecnologia legada não deve ser um impedimento para uma interface de usuário moderna e intuitiva, e ter um core bancário antigo não é uma desculpa para os canais digitais deficientes.

Muitos bancos que contam com essa tecnologia vêm tendo êxito com as capas intermediárias de processamento. Essas ferramentas se encarregam das regras de negócio e segurança – o que tira grande parte do “peso” do processamento do sistema central – e utilizam conexões modernas para interagir com os canais digitais.

O resultado é uma interface de usuário que tem o visual e o funcionamento de um sistema atual.

Andy Tran